Total de visualizações de página

terça-feira, 30 de outubro de 2012

A dor da saudade.




Meu coração chora
Dor que não tem explicação
Saudade, saudade, é só o que há em mim
Tremulá, abatida, quase sem saída
Ando cegamente em meu quarto escuro
Tateando uma saída
Sozinha,  triste, sem rumo
Porque me falta você pra me guiar
Perdão se te usei como refugio dos meus sentidos
Perdoe se hoje grito por ti
É tentando que a noite te traga pra mim
Para que eu possa tocar muito além do físico absorto
Quero tocar-te além do limite do corpo
Quero entrar na tua alma e com calma
Te mostrar o que a tua ausência nos faz
Respirando, aspirando chego a sentir seu perfume
Mas é só a saudade que teu cheiro me traz.





sábado, 27 de outubro de 2012

Apaixonada pela vida






Hoje me dei conta de que voltei a vida
Novamente me apaixonei pelo ato simples de viver
Ou reapaixonei-me pela vida
E fizemos um trato
Ela para de me magoar e eu paro de sofrer
Ainda não sei em que momento comecei a revê-la
Talvez tenha me descoberto
Acho que tento me enganar
Dizendo que a única responsável pela minha felicidade ou infelicidade sou eu
Tenho que abrir meu coração
Acho que meu coração vai dizer que meu amor pela vida é porque ele está ocupado
Essa euforia
Aquela música que emociona
Só me faz ver que há mais além do meu amor pela vida e por mim
Há meu amor por você que há muito faz parte de mim
Mesmo ainda sentindo aquele meu lado ferido
Que grita por socorro, às vezes
Mas eu já consigo mante-lo escondido,cercado calado
Esse lado triste e sombrio não vai mais me atrapalhar
Não vai mais me sufocar
Nem me manter presa a um passado distante
Descobri que a vida vale mais pra mim
E por mim, quero ser feliz
E assim irei levando a vida tom a tom em suas belas cores.


sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Alma vazia






Acho que minha alma  ficou desgastada
Minha alma hoje está vazia
Não tenho mais nada pra escrever
Onde está minha inspiração
Em que parte da vida eu te perdi
Cadê a felicidade que me inspirava
Não restou nem mesmo a dor que no papel eu colocava
Alma vazia
Me sinto frágil agora
Será que é porque te perdi para sempre
Me sinto uma folha jogada ao vento
A merce do tempo
Sem sentimentos
Sem a força do teu amor que me impulsionava
Sou alma vazia
Sem sentimentos...
Quero-te comigo, mas não posso usar as artérias do meu coração para amarrar vc. Por isso deixo-te livre...

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Está saudade







Às vezes, a saudade sufoca
Aperta o peito
Mas sofro essa dor calada
Meus pensamentos desesperados buscam a sua imagem
Momento inexplicável
Doce ternura
Onde minhas mãos tateiam teu rosto imaginável
Acariciando sua face antes que a imagem se desfaça
Beijo apressado pousado nos lábios
Antes que o tempo apague de vez
A tua lembrança dos meus pensamentos...


quarta-feira, 24 de outubro de 2012

O tempo passa





Hoje vi como a vida passa depressa
Como tudo se modifica de um dia pra outro
Tudo muda a cada instante
E será que nós mudamos também
Será que conseguimos acompanhar essas mudanças
Ou ficamos parados chorando o que passou?
Tudo passa depressa demais
Acompanhe as modificações do mundo
Não sofra pelo que não volta mais
Leve contigo as lembranças que te fortalecem
E esqueça o que já foi...

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Meus pensamentos






E pensando...
Você não me sai da cabeça
Estava desarmada, não esperava pelo amor
Mas você apareceu como um presente de Deus
Já não esperava encontrar sentimentos, há muito perdidos
Ou jamais sentidos
Essa cumplicidade
Essa afinidade, o carinho
Foi aos poucos fazendo parte de mim
Mas teu sorriso, teu olhar me trouxe de volta o medo de me machucar
Eu que nem sei se um dia amei
Ao teu lado me encontrei
Dividimos os mesmos pensamentos
Gostos, alegrias
Cada momento é pura magia
Sem futuro, nem passado
Quero só viver o momento ao teu lado.

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Dia





Acordei com o canto mágico dos pássaros
Uma melodia que toma conta do ar
Abro os olhos bem devagar
Restes de luz enchem meu quarto
Abro a janela e contemplo a vida
O sol aquece meu rosto em um bom dia sem igual
Vento suave me acaricia o corpo
Que se arrepia todo
Mais um dia
Mais um lindo dia
Presente da vida a quem sabe viver.

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Vento





Esse coral tem quantas vozes
Não consigo imaginar
Quantas vozes tem o sussurro de todos os ventos
O canto de todos os pássaros
O coro dos ventos que fazem tinir os vidros da minha janela
Eles jamais dormem
Assoviam canções, hinos cantigas
Ventos fortes
Brisas leves
Ventos revoltos que movem até pedras
Balançam as árvores
Arrepiam o corpo
Na madrugada não nos deixam dormir
Inventam canções, composições
De onde vem
Pra onde vão
O que trazem
O que levam os ventos que aqui senti.

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Às vezes, acho que tudo são dias de carnaval, onde as pessoas usam máscaras e deixam as fantasias dominarem a vida.
Quanto mais difícil for o caminho maior será a vitória e o contentamento por chegar no final.

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Grito de socorro





E o meu grito ecoou novamente
Como um pedido de socorro
No desespero do meu coração
Tentei em vão me acalmar
O vazio e a dor inacabável
Queria ser forte
Mandar todos pra longe
Esquecer essa vida
Começar tudo de novo
O sentimento que restou foi apenas mágoa
E palavras sufocadas porque não pude dizer
Sei que um dia você irá se arrepender
Porque o passado já não importa mais
Não importa nossas lembranças
Elas foram apagadas pela dor que você me fez sentir
Me julgou mais uma vez sem me ouvir
Deixou  a dor tomar conta de mim.



Talvez eu





Talvez eu seja mágica
Posso ser uma fada
Ou talvez uma feiticeira
Talvez um anjo
Ou  um demônio
Ou talvez eu seja só uma mulher
Ou quem sabe uma criança
Posso ser amor ou paixão
Discórdia ou angústia
Alegria ou tristeza
Ou talvez só uma feiticeira
Que te enfeitiça com o olhar
Ou talvez eu não seja nada
Nem anjo, nem demônio, nem fada ou feiticeira
Sou só uma mulher a procura do amor o tempo inteiro.